Escolarização e educação profissional de trabalhadores no Brasil: um olhar sobre as experiências.

Fábio Azambuja Marçal, Márcio Hoff, Marga Müller Rodrigues, Rita de Cássia Machado, Valter Morigi

Resumo


A educação profissional no Brasil é associada à formação de mão-de-obra, aos trabalhadores, desde seus primórdios estava reservada às camadas “pobres da população”, ligada a formação de uma civilização de trabalhadores. A história da educação profissional também é a dos que têm consciência de que nunca acessaram a escola, o emprego, a moradia e pensam que não podem desejar muito, afinal, “deus quis assim”, “fazer o quê, eu sempre fui pobre”, “não vai ser agora que vai mudar”, entre outros depoimentos. Analisa-se a ideia segundo a qual a escola contribui de alguma forma para reduzir a exclusão social, exemplificando com os casos concretos do Instituto Federal de Educação Tecnológica na Restinga/Porto Alegre e o MST e sua luta por uma Educação Profissional para os Trabalhadores do Campo.

Palavras-chave


Educação. Trabalhadores. Consciência.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

 

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia