João Baitinga: análise sobre protagonismo histórico, a partir da trajetória de um índio (Bahia, 1804-1857).

André de Almeida Rego

Resumo


O presente trabalho busca fazer uma análise sobre protagonismo histórico, a partir da trajetória do índio João Baitinga, que viveu na aldeia de Pedra Branca e no Ribeirão (atuais municípios de Santa Terezinha e Amargosa, na Bahia), no Período Imperial. As reflexões realizadas procuram compreender o papel de liderança de Baitinga na luta pela comunidade indígena da qual ele fazia parte, realçando a sua experiência em momento decisivo para diversos povos indígenas na província baiana, momento este marcado pela perda de direitos e espaços no processo de formação do Estado nação brasileiro.


Palavras-chave


protagonismo indígena. João Baitinga. Bahia.

Texto completo:

PDF

Referências


CASAL, Manoel Aires de. Corografia Brasílica ou Relação Histórico-geográfica do Reino do Brasil. Tomo I. Rio de Janeiro: Impressão Régia. 1718.

CERQUEIRA E SILVA. Inácio Accioli de. Dissertação histórica, etnográfica e política sobre quais eram as tribos aborígenes que habitavam a província da Bahia, ao tempo em que o Brasil foi conquistado; que extensão de terreno ocupavam; quais emigraram e para onde; e, enfim, quais existem ainda hoje e em que estado? Qual a parte da mesma província que era já a esse tempo desprovida de matas; quais são os campos nativos, e qual o terreno coberto de florestas virgens; onde estas têm sido destruídas, e onde se conservam; quais as madeiras preciosas de que abundavam, e que qualidades de animais as povoavam? In: Revista do Instituto Geográfico e Histórico do Brasil (RIHGB). Rio de Janeiro e Nendeln-Liechtenstein (reimpressão): Kraus, Volume 12, Tomo IV (2ª série), p. 143-257. 1849. Disponível no seguinte sítio eletrônico-virtual: < http://www.ihgb.org.br/rihgb.php?s=19>. Acesso em março de 2018.

COSTA, Emília Viotti. Da Monarquia à República: momentos decisivos. São Paulo: Editora Unesp. 1999.

CUNHA, Maria Manoela Carneiro da. Política indigenista no século XIX. In: CUNHA, Maria Manuela Carneiro da (org.). História dos Índios do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras-FAPESP-SMC, 1992. p. 133-154.

DANTAS, Beatriz G, SAMPAIO, José Augusto e CARVALHO, Maria do Rosário. Os povos indígenas no Nordeste Brasileiro: um esboço histórico. In: CUNHA, Maria Manuela Carneiro da (org.). História dos Índios no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras-FAPESP-SMC, 1992. p. 431-456.

ETCHEVARNE, Carlos. A Ocupação Humana do Nordeste Brasileiro, antes da Colonização Portuguesa. In: Revista da USP, São Paulo, n. 44, p. 112-141, dezembro/ fevereiro, 1999-2000. Disponível no seguinte sítio eletrônico-virtual: < http://www.usp.br/revistausp/44/07-carlos.pdf>. Acesso março de 2018.

LEITE, Serafim. História da Companhia de Jesus no Brasil. Tomo V. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional do Rio de Janeiro. 1945.

MARTIUS, Carl Friedrich Philipp von & SPIX, Johan Baptist von. Através da Bahia: excertos da obra Reise in Bresilien (tradução de Pirajá da Silva e Paulo Wolf). São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Porto Alegre: Companhia Editora Nacional, 1938. Biblioteca Digital Brasiliana - Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Disponível no seguinte sítio eletrônico: < http://www.brasiliana.com.br/obras/atraves-da-bahia-excertos-da-obra-reise-in-brasilien>. Acesso em março de 2018.

MATTOSO, Kátia M. de Queirós. Bahia – Século XIX: uma província no Império. Salvador: Nova Fronteira. 1992.

MONTEIRO, John Manuel. Tupis, Tapuias e Historiadores: estudos de história indígena e do indigenismo. Tese de Livre Docência. Departamento de Antropologia – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (IFCH-UNICAMP), 2001.

PARAÍSO, Maria Hilda Baqueiro. O Tempo da Dor e do Trabalho – a conquista do território indígena nos Sertões do Leste. Tese (doutorado)- Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Departamento de História (UNICAMP), 1998.

REGNI, Pietro Vittorino. Os Capuchinhos na Bahia: uma contribuição para a história da Igreja no Brasil. Vol. 2 (os capuchinhos italianos). Salvador: Editora Pallotti. 1988.




DOI: https://doi.org/10.14295/rbhcs.v10i20.482

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

Desde 07 de março de 2009 

Programa de Pós-Graduação em História

Universidade Federal do Rio Grande - FURG

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia