As enfermidades no cativeiro e as concepções de cura entre os irmãos do Rosário em São João del-Rei (1782-1850).

Leonara Lacerda Delfino

Resumo


Este artigo tem por objetivo investigar a causa mortis dos escravos e libertos da Vila de São João del-Rei, através do rastreamento dos registros paroquiais de óbitos, como também abordar as concepções de enfermidade e de cura colocadas pela apropriação do poder miraculoso de Nossa Senhora dos Remédios e de São Benedito, como entidades curadoras presentes nas acepções de solidariedade dos irmãos do Rosário. Outra frente a ser analisada, consiste em averiguar a ascensão do discurso médico, mediante a campanha sanitarista e construção de hospitais e lazaretos, em incentivo ao processo de secularização das práticas terapêuticas. A partir do estudo das atas camarárias — junto aos dicionários de medicina do século XIX e de relatos de viajantes, ao lado da documentação confrarial — inferimos a concomitância de saberes médicos em convivência com as práticas mágicas do cativeiro.

Palavras-chave: causa mortis, doenças no cativeiro, práticas terapêuticas.


Palavras-chave


causa mortis, doenças no cativeiro, práticas terapêuticas

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARENGA, Luís de Mello. História da Santa Casa de Misericórdia de São João Del-Rei. Belo Horizonte: Gráfica Formato, 2009.

AMANTINO, Márcia. “As condições físicas e de saúde dos escravos fugitivos anunciados no Jornal do Commercio (RJ) em 1850”. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, v. 14, n. 4, p.1377-1399, dez 2007.

BORGES, Célia Maia. Escravos e Libertos nas Irmandades do Rosário: devoção e solidariedade em Minas Gerais: séculos XVIII e XIX. Juiz de Fora: editora da UFJF, 2005.

CHALHOUB, Sidney et. al. (Orgs.). Artes e ofícios de curar no Brasil: capítulos de história social. Capinas-SP: Editora Unicamp, 2003.

CHERNOVIZ, Pedro Luiz Napoleão. Dicionário de medicina popular e das ciência assessorias ... 6. ed. consideravelmente aumentada, posta a par da ciência. Paris : A. Roger & F. Chernoviz, 1890. 2 v.

CINTRA, Sebastião de Oliveira. Efemérides de São João del-Rei. Vol. 2. São João del-Rei: IHG/MG e Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais, 1967.

DEBRET, J. B. Viagem pitoresca e histórica ao Brasil. Tradução Sérgio Milliet, Vol. 1, São Paulo: Círculo do Livro, s/d.

DELFINO, Leonara Lacerda. O Rosário dos Irmãos Escravos e Libertos: Fronteiras, Identidades e Representações do Viver e Morrer na Diáspora Atlântica. Freguesia do Pilar-São João Del-Rei (1782-1850). 526 f. Tese (Doutorado em História, Cultura e Poder) — Instituto de Ciências Humanas/ICH,/UFJF, Juiz de Fora-MG, 2015.

EUGÊNIO, Alisson. Lágrimas de Sangue. A saúde dos escravos no Brasil da época de Palmares à Abolição. São Paulo: Alameda, 2016.

FIGUEIREDO, Betânia Gonçalves. “As doenças dos escravos: um campo de estudo para a história das ciências da saúde. In.: NASCIMENTO, D. R.; CARVALHO, D. M.; MARQUES, R. (Orgs.) Uma história brasileira das doenças. Rio de Janeiro: Mauad, 2006.

___________________________. A arte de curar. Cirurgiões, médicos, boticários e curandeiros no século XIX em Minas Gerais. 2ª ED. Brasília, DF: CAPES; Belo Horizonte, MG: Arvmentvm, 2008.

GUIMARÃES, Geraldo. São João Del Rei, século XVIII. História Sumária. São João Del Rei. S/Ed, 1996.

HEYWOOD, Linda (Org.), Diáspora negra no Brasil. São Paulo: Contexto, 2008.

KARASCH, Mary C. A vida dos escravos no Rio de Janeiro 1808-1850. São Paulo, Companhia das Letras, 2000.

LUCCOCK, John. Notas sobre o Rio de Janeiro e partes meridionais do Brasil tomadas durante uma estada de dez anos neste país, 1808-1818. São Paulo: Livraria Martins, 1942.

NOGUEIRA, André Luis Lima. “Dos tambores, cânticos, ervas... Calundus como prática terapêutica nas Minas Setecentistas.” In.: PIMENTA &GOMES (Orgs.). Escravidão, doenças e práticas de cura no Brasil. Rio de Janeiro: Outras Letras, 2016, p. 15-35.

RESENDE, Maria Leônia Chaves & SILVEIRA, Natália Cristina. “Misericórdias da santa casa: um estudo de caso da prática médica nas Minas Gerais Oitocentista.” In.: História Unisinos, 10, Vol. 1, p. 5-13, jan./abr. 2006.

RODRIGUES, José Antônio. Apontamentos da População: Topografia e Notícias Cronológicas de São João del-Rei. São João Del-Rei: Tipografia de J. A. Rodrigues, 1859.

RUSSELL-WOOD, A. J. R. Escravos e Libertos no Brasil Colonial. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

SLENES, Robert. Na senzala uma flor. Esperanças e recordações na formação da família escrava. Brasil, Sudeste, século XIX. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

_______________. “A árvore de Nsanda transplantada: cultos kongo de aflição e identidade escrava no sudeste brasileiro (século XIX)”. In: LIBBY, D. & FURTADO, J. F. (Orgs.) Trabalho escravo, trabalho livre. Brasil e Europa, séculos XVIII e XIX. São Paulo: Annablume, 2006, 273-316.

SOUZA, Daniela dos Santos. Devoção e Identidade. O culto de Nossa Senhora dos Remédios na Irmandade do Rosário de São João Del Rei. Dissertação de Mestrado em História. São João Del Rei-MG, UFSJPPGHIS, 2010.

THORNTON, John. A África e os africanos na formação do mundo Atlântico (1400-1800). Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

XAVIER, R. L. Tito de Camargo Andrade. Religião, escravidão e liberdade na sociedade campineira oitocentista. Tese de Doutorado em História. Campinas- SP: IFICH, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.14295/rbhcs.v9i17.410

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423


 

Indexada em: 

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia