A pobreza que infesta a cidade: os pequenos mendigos e “esmoleiros mirins”, e as representações da miséria em Caxias do Sul na década de 1970

Franciele Becher

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo analisar de forma qualitativa as representações construídas em reportagens e crônicas de jornais sobre crianças em situação de rua da cidade de Caxias do Sul na década de 1970. Procura situar as diferentes formas de controle e os discursos de moralização construídos durante a ditadura civil-militar brasileira em torno das camadas sociais consideradas como potencialmente perigosas, vistas inclusive como um problema para a segurança nacional do país. Produtos de uma ordem social degradante, os “esmoleiros mirins” e pequenos mendigos que habitavam o centro da cidade de Caxias do Sul eram temidos e representados nas fontes jornalísticas de forma sensacionalista e degradante. A estigmatização da pobreza, reforçada em diversas crônicas e reportagens através da construção de estereótipos negativos, funcionava como uma representação social da infância que desconsiderava as estratégias de sobrevivência precária daquelas crianças e de suas famílias.

Palavras-chave


Infância. Pobreza. Ditadura civil-militar brasileira.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRANCHES, Sérgio Henrique. Os despossuídos. Crescimento e pobreza no país do milagre. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed, 1985.

ALVES, Maria Helena Moreira. Estado e oposição no Brasil (1964-1984). 3ª ed. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 1985.

ARANTES, Ester M. de M. Prefácio. In: RIZZINI, Irma. Assistência à Infância no Brasil: uma análise de sua construção. Rio de Janeiro: Editora Universitária Santa Úrsula, 1993

ATHAYDE, Celso et al. Cabeça de porco. Rio de Janeiro: Objetiva, 2005.

BECHER, Franciele. Conceituando a infância e a juventude: memória, esquecimento e políticas públicas de assistência em Caxias do Sul - RS. In: Alves, Clarissa de Lourdes Sommer; Menezes, Vanessa Tavares (Orgs.). IX Mostra de Pesquisa do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul. Anais: produzindo história a partir de fontes primárias. Porto Alegre: Companhia Rio-Grandense de Artes Gráficas - Corag, 2011, p. 302-329.

______. O “perigo moral” em tempos de segurança nacional: políticas públicas e menoridade em Caxias do Sul – RS (1962-1992). Dissertação (Mestrado em História). Programa de Pós-Graduação em História, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2012.

FERNANDES, Ananda Simões. Quando o inimigo ultrapassa a fronteira: as conexões repressivas entre a ditadura civil-militar brasileira e o Uruguai (1964-1973). Dissertação (Mestrado em História). Programa de Pós-Graduação em História, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2009.

GOFFMAN, Erving. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. 4. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2008

MORAES, Roque. Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Ciência & Educação, Bauru, SP, v. 9, n.2, p. 191-210, 2003.

RIZZINI, Irma. O elogio do científico. A construção do “menor” na prática jurídica. In: RIZZINI, Irene. A criança no Brasil hoje: desafio para o terceiro milênio. Rio de Janeiro: Editora Universitária Santa Úrsula, 1993ª.

SALES, Mione Apolinário. (In)visibilidade perversa: adolescentes infratores como metáfora da violência. São Paulo, Cortez: 2007.

SOUZA, Herbert de (Betinho). Criança é Coisa Séria. Rio de Janeiro: AMAIS, 1992.

STECANELA, Nilda. Reflexões teóricas sobre o conceito de juventude: entre o que se tem dito e o que se vê no cotidiano. In: VIII Encontro de Pesquisa em Educação da Região Sul - ANPED SUL 2010. Anais do VIII Encontro de Pesquisa em Educação da Região Sul - ANPED SUL, 2010.

Fontes

Centro de Memória da Câmara de Vereadores (Caxias do Sul - RS). Arquivo Histórico - Jornais de Caxias do Sul. Reportagens selecionadas do Jornal Pioneiro – 1970-1978.

“Cena deprimente: crianças mendigam em nossas ruas”. Pioneiro, 18.12.1971.

“Crianças mendigam pelas ruas de Caxias”. Pioneiro, 22.01.1972.

“Esmolas & esmoleiros”, por José Machado. Pioneiro, 16.06.1973.

“Esmoleiros mirins: um problema da cidade”. Pioneiro, 29.08.1970.

“Invasão de pivetes”, por José Machado. Pioneiro, 25.03.1978.

“Mendicância: fato que clama por providências”. Pioneiro, 31.08.1974.

“Mendicância”, por José Machado. Pioneiro, 28.10.1972.

“Mendigos (II)”, por José Machado. Pioneiro, 03.03.1973.

“Mendigos Mirins Infestam Cidade”. Pioneiro, 29.08.2970.

“Mendigos”, por José Machado. Pioneiro, 24.02.1973.

“Menor: problema de Alfa e Omega”, por José Machado. Pioneiro, 08.07.1972




DOI: https://doi.org/10.14295/rbhcs.v8i15.379

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

Universidade Federal do Rio Grande - FURG


A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia