Estudos sobre a assistência e controle de crianças e jovens ditas anormais e delinquentes em Santa Catarina (1930-1951)

Bruna Viana, Fernanda Biava Cassettari

Resumo


Neste trabalho procura-se discutir algumas das práticas de assistência e controle voltadas para infância e juventude considerada anormal e/ou infratora em Santa Catarina entre as décadas de 1930 e 1940. Em consonância com a política varguista, foram realizadas uma série de mudanças no âmbito da saúde pública, educacional e penal no estado, que acabaram por se desdobrar na criação de uma rede de instituições. Estão localizadas neste período a construção do Hospital Colônia Sant’Ana (HCS) e a ampliação da Penitenciária da Pedra Grande. É possível pensar, as práticas de internamento e reclusão das crianças e jovens, considerados anormais e/ou delinquentes, como resultado de uma forte normatização das condutas da população. A pesquisa surgiu do projeto de extensão e pesquisa intitulado Arquivos marginais. Ligado ao Laboratório de Patrimônio Cultural do curso de História da Universidade do Estado de Santa Catarina, o projeto conta com a coordenação da Profa. Dra. Viviane Trindade Borges.

Palavras-chave


Menores. Crime. Loucura.

Texto completo:

PDF

Referências


AMORA, Ana M. G. Albano. Modernização em Florianópolis: a contribuição da saúde para a construção da cidade no governo de Nereu Ramos – 1934-195. In: _______. História da saúde em Santa Catarina: instituições e patrimônio arquitetônico (1808/1958). Barueri, SP: Minha Editora; Rio de Janeiro: Fiocruz, 2012. p. 39-88.

AREND, Silvia Maria Fávero. Histórias de abandono: infância e justiça no Brasil (década de 1930). Florianópolis: Ed. Mulheres, 2011.

BIAVA, Fernanda C. Do jovem marginalizado a maior regenerado: um estudo sobre a menoridade na Penitenciária da Pedra Grande (década 1930). IV Semana Acadêmica de História – "Visões de Mundo: História, Representação e Narrativa”, 2015.

BORGES, Viviane. Arquivos Marginais: Crime e Loucura em Santa Catarina (1930- 1970). Natal: Anais do XXVII Simpósio Nacional de História, 2013.

CAMPOS, Cynthia Machado. Santa Catarina, 1930: da degenerescência à regeneração. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2008.

REBELO, F.; CAPONI, S. A medicalização do crime: a Penitenciária de Florianópolis como espaço de saber e poder (1933-1945) v.11, n.22, p.193-206, mai/ago 2007.

COSTA, Eliani. Hospital Colônia Sant'Ana: O saber/poder dos enfermeiros e as transformações históricas (1971-1981). 2010. 299 f. Tese (Doutorado) - Ufsc, Florianópolis, 2010.

FONTOURA, Arselle de Andrade da. Por entre luzes e sombras: Hospital Colônia Santana: (re)significando um espaço de loucura. 1997. 160 f. Dissertação (Mestrado) - Ufsc, Florianópolis, 1997.

FOUCAULT, Michel. A verdade e as formas jurídicas. Rio de Janeiro: Nau, 2013.

______, Michel. A governamentabilidade. In: Microfísica do poder. São Paulo: Paz e Terra, 2004.

______, Michel. Vigiar e Punir. Petrópolis: ED. Vozes, 2003.

GOMES, Ângela de Castro. A invenção do trabalhismo. São Paulo: Vértice, Editora Revista dos Tribunais; Rio de Janeiro: Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, 1988.

LONDOÑO, Fernando Torres. A origem do conceito Menor. In PRIORI, Mary Del

(org.) História da criança no Brasil. São Paulo, Contexto, 1996.

MIRANDA, Antônio Luiza. Instituição Penal e Controle Social: A construção da penitenciária e um novo tratamento da criminalidade em Florianópolis. Ágora: revista da Associação de Amigos do Arquivo Público do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, SC, v. 14, n.30, p. 15-22, jul. 1999.

POYER, Viviani. Penitenciária Estadual da Pedra Grande Estudo da Instituição Penal entre 1935 – 1945. Dissetação, Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, Florianópolis, SC, 2003.

VIANA, Bruna da Silveira. Entre discursos e práticas: menores e loucura no hospital Colônia Sant’Ana (1942-1944). Trabalho de Conclusão de Curso, Universidade Estadual de Santa Catarina – UDESC, Florianópolis, SC, 2013.

VIANA, Bruna da Silveira. Um lugar para os ditos anormais: assistência psiquiátrica as crianças e jovens na primeira década do hospital Colônia Sant’Ana (1942-1951). Dissertação, Universidade Estadual de Santa Catarina – UDESC, Florianópolis, SC, 2015.




DOI: https://doi.org/10.14295/rbhcs.v8i15.378

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

Desde 07 de março de 2009 

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia