Adversidades, disputas e gargalos na difusão de computadores no Brasil: A inserção da Administração Pública e do setor privado na constituição de um mercado brasileiro de tecnologia da informação. (1957 - 1964).

Lucas de Almeida Pereira, Maria Gabriela da Silva Martins Cunha Marinho

Resumo


A crescente informatização das sociedades contemporâneas tem sido objeto de análises que contemplam dimensões tecnológicas, econômicas, políticas, filosóficas, cognitivas, entre outros aspectos. Contudo, no caso brasileiro, um traço ainda negligenciado desse processo é o que se refere à sua perspectiva histórica, especialmente no que tange às interações entre os setores público e privado, seja em termos da aquisição, instalação e manutenção de maquinário, sejam na dimensão desses atores como usuários, ou até mesmo as condições gerais de infraestrutura física do país.  O artigo propõe uma análise em torno das condições históricas que assistiram, no começo da década de 1960, a inserção crescente do Brasil no mercado da tecnologia da informação. Nesse sentido, aponta para a diversidade de atores, públicos e privados, que atuaram em diferentes nichos e níveis de disputa, resultando em um processo de múltiplas variáveis.


Palavras-chave


História da informática; políticas públicas; Tecnologia da informação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/rbhcs.v8i16.279

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423


 

Indexada em: 

 Fundación Dialnet

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia