Do maravilhoso ao desencantamento: Olhares sobre a natureza no cerrado nos séculos XVIII e XIX

Pepita de Souza Afiune, Eliézer Cardoso de Oliveira

Resumo


O objetivo do artigo é analisar as representações diferenciadas sobre o cerrado goiano. No século XVIII, relatos de bandeirantes e colonizadores expressaram uma visão maravilhosa da natureza, como um lugar de riquezas expressas nas singularidades das formas geológicas. Já no século XIX, no contexto da emergência do racionalismo científico, o cerrado foi visto, tanto por viajantes-cientistas (como o austríaco Pohl), como por políticos-exploradores (como Taunay) de modo desencantado, sendo enfatizado a sua pertinência para o desenvolvimento da ciência ou para o desenvolvimento econômico.


Palavras-chave


História de Goiás; Representações sobre a natureza; Desencantamento do mundo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/rbhcs.v7i14.235

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

 

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia