As Teses de “Jamil” e a luta armada dos anos 1960-70 no Brasil

Fábio André G. das Chagas

Resumo


A partir de outubro de 1969 a organização de esquerda armada Vanguarda Popular Revolucionária, adotou, com algumas modificações, os pressupostos táticoestratégicos elaborados pelo combatente de codinome “Jamil” (Ladislau Dowbor). Tais elaborações procuravam apontar formas de trabalho político-militares para a organização em destaque, dentro de um contexto marcado pelo isolamento das massas e uma situação de aguda clandestinidade. Passadas algumas décadas e analisando objetivamente, podemos apontar que as “teorias jamilistas” consistiram simultaneamente num esforço real de teorização da esquerda armada dos anos 1960-70, mas também numa tentativa de elaboração teórica que justificasse a permanência da luta armada contra a ditadura militar daqueles anos. Palavras-chave:

Palavras-chave


Luta armada – vanguarda - massas

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

Desde 07 de março de 2009 

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia