O Bispo e o Presidente: a prosperidade como um referente comum na construção discursiva de Lula e Edir Macedo

Mauro Meirelles

Resumo


Como os homens públicos contam suas histórias? Como essas histórias perpassam o imaginário daqueles que as ouvem (lêem)? Essas são algumas das questões que abordamos ao comparar duas biografias de homens públicos brasileiros, um pertencente ao campo político, outro, ao campo religioso. Neste sentido, a análise dos dados mostrou a utilização de duas estratégias diferenciadas, mas, com um referente comum: a idéia de prosperidade que, através de suas narrativas, evoca representações e imaginários comuns à própria história do povo brasileiro, o qual ao ir a um templo e ouvir o testemunho de um membro da congregação, ou ao ouvir o Presidente se referindo a sua trajetória, encontra fragmentos de sua própria história de vida. No caso do primeiro temos o referente na Teologia da Prosperidade, no caso do segundo, numa Teleologia da Prosperidade, de modo que, seja no templo ou no palanque, é o indivíduo que lá está, que capta e ordena esses fragmentos da história do outro que lhes são comuns.

Palavras-chave


Religião e Política. Análise biográfica. Imaginário.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

Desde 07 de março de 2009 

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia