Proposição interpretativa de um grupo missionário católico como nativo da cultura eclesiástica

Jefferson Olivatto da Silva

Resumo


As pesquisas a respeito da História da África colonial utilizam dados apresentados pelas narrativas de missionários cristãos, sobre as populações da África Central. Pretendemos contribuir com um instrumental interpretativo sobre as disposições culturais católicas que serviram para reproduzir categorias etnocêntricas usadas nesses textos. Nesse sentido, escolhemos como foco um grupo católico, Missionários da África, na forma de nossos nativos, para apresentar sua origem eclesiástica e seus traços culturais que explicariam suas atitudes expansionistas entre as populações subsaarianas. Concluímos que, a reprodução da hierocracia católica situou no papado o núcleo da lógica de sacrifício pessoal em nome da salvação das almas africanas, fomentando assim o nascimento de um catolicismo nativo

Palavras-chave


Catolicismo. África Central. Fronteiras Culturais.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

Desde 07 de março de 2009 

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia