Espaço funerário, etnias e valores religiosos no Cemitério da Santa Casa de Caridade de Bagé, RS: histórias de rechaço e acolhimento, um judeu e um negro.

Fábio Vergara Cerqueira, Elaine Maria Tonini Bastianello

Resumo


Baseados no estudo sistemático de túmulos do Cemitério da Santa Casa de Caridade de Bagé (1858), estudamos as relações entre o espaço funerário, os grupos étnicos e os valores religiosos, enfocando a análise de dois túmulos em particular, que constituem exceções aos valores católicos predominantes naquela sociedade: o jazigo do judeu José Brunschvig, e aquele do negro Preto Caxias. Além disso, analisamos os usos atuais, religiosos e não religiosos, destes túmulos.

Palavras-chave


Cemitério. Etnias. Religião. Memória. Monumentos.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

 

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia