Brahmacharya: a vida escolar hinduísta na Índia Antiga.

Arilson Oliveira

Resumo


O brahmacharya trata-se de uma ordem (ashrama) que representa miticamente os pés do demiurgo e da sociedade no hinduísmo clássico, constituída por estudantes das camadas superiores, celibatários e castos, entre a faixa etária média de 5 a 25 anos. Nessa fase da vida, a continência e a obediência absoluta são seus pilares. Leva-se uma vida shramana (ascética) e faz-se voto de pobreza e castidade, o qual pode se estender até o final de sua vida (para os intelectuais e sacerdotes ou brahmanas), caso decida não se casar; o que era raro de acontecer e socialmente desmotivado. Além disso, vive-se estritamente em uma situação de internato com um casal guru (homem e mulher mestres) em sua kula (casa) até sua total formação educacional, seja como comerciante, guerreiro ou intelectual. Na análise atual, observamos como esse processo educacional se constituía e quais os seus arcabouços religiosos envolvidos para a sua total coordenação, envolta de tradição, magia e sentido de vida.

Palavras-chave


Educação Hinduísta. Índia. Antiguidade.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

Desde 07 de março de 2009 

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia