Em defesa da pátria: proteção social, infância e maternidade no Estado Novo.

Elizangela Barbosa Cardoso

Resumo


O artigo aborda a implantação de políticas de saúde pública, em Teresina (PI), durante o Estado Novo, dentre elas, o programa de proteção materno-infantil. Destaca, nesse processo, a aliança entre o poder público e a sociedade civil pela proteção social da infância. Evidencia, ainda, o crescimento da intervenção médica sobre a maternidade e as ações empreendidas para redefinir as práticas de maternagem, através da difusão de noções de higiene e de puericultura.

Palavras-chave


Políticas de saúde. Maternidade. Infância.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

 

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia