O Ambientalismo em Sergipe- Um percurso histórico dos movimentos ambientais entre 1983-2011.

Matheus Pereira Mattos Felizola, Fernando Bastos Costa

Resumo


A pesquisa teve por objetivo principal estudar o surgimento, o papel, e as possibilidades de reivindicação dos movimentos ambientalistas sergipanos, perpassando por uma análise entre o período de 1983 e 2011. Esse objetivo foi norteado pela questão principal da pesquisa, que foi analisar a relação entre a missão, a estrutura e a ação das Organizações Ambientalistas em Sergipe. A pesquisa surgiu da necessidade de mapear e avaliar criticamente o movimento ambiental em Sergipe. Os procedimentos metodológicos focaram a pesquisa bibliográfica, levantamento nos jornais sergipanos num hiato temporal de 28 anos, análise detalhada de nove “movimentos” selecionados e entrevistas em profundidade, semi-estruturadas, com atores sociais ligados ao tema. Como conclusão, observou-se que o ambientalismo em Sergipe, desde o seu surgimento, esteve associado ao resgate da consciência com relação ao meio ambiente, no combate a problemas de degradações locais, e na busca por uma legitimidade da opinião pública. Embora os movimentos ambientais tenham recebido, em alguns momentos, a atenção da mídia de massa, o movimento não conseguiu sair de nichos específicos e atingir uma parcela mais representativa da sociedade. Pôde-se ainda perceber a profunda relação entre o perfil das lideranças ambientais, a força do capital e os resultados práticos das ações ambientais e por último, observou-se que a ação dos movimentos tem ligação muito mais forte com a relação da organização e das suas principais lideranças com os outros “ambientalismos”, do que com a estrutura e a missão da Instituição.

Palavras-chave


Ambientalismo. Novos Movimentos Sociais. Desenvolvimento Sustentável

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

 

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia