Contrabando na fronteira meridional do Brasil – por fora e por dentro da Alfândega (1845-1889).

Mariana Flores da Cunha Thompson Flores

Resumo


O presente artigo aborda as práticas de contrabando empreendidas através da fronteira sul do Brasil nos municípios de Alegrete, Uruguaiana, Santana do Livramento e Quaraí, entre os anos de 1845 e 1889. Através de Processos Crimes de Apreensão de Contrabando e de Autos de Responsabilidade, foi possível apontar os diferentes contextos dessa prática, as mercadorias e os caminhos do comércio ilícito, bem como, seus agentes e estratégias. Nesse sentido, constatou-se que a Alfândega, localizada em Uruguaiana, cumpria papel fundamental no desempenho do contrabando através de práticas corruptas sedimentadas no procedimento de funcionários e inspetores ao longo de anos.

Palavras-chave


Contrabando. Fronteira. Processos Crime

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

Desde 07 de março de 2009 

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia