Capitalismo solidário e justiça social no trabalhismo de Alberto Pasqualini

Samir Perrone de Miranda

Resumo


A partir de noções centrais no pensamento político desenvolvido por Alberto Pasqualini, este artigo procura analisar sua proposta trabalhista para organização da economia e da sociedade brasileiras durante a chamada República Populista (1945-1964). O capitalismo solidário e a justiça social apresentam-se como duas preocupações complementares no pensamento desta liderança do Partido Trabalhista Brasileiro. Estes princípios permitem um acurado exame da constituição heterogênea da ideologia trabalhista pasqualinista, a qual combina influências do reformismo social europeu e da doutrina social católica, além de matizes do discurso nacionalista. Tais elementos são analisados em obras e pronunciamentos de Alberto Pasqualini, político gaúcho considerado o principal teórico do trabalhismo no Brasil.

Palavras-chave


Alberto Pasqualini. Trabalhismo. Capitalismo Solidário

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

Desde 07 de março de 2009 

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia