Continuidades e avanços nos saberes médicos na Europa da primeira metade do século XVIII: uma análise dos Tratados Médicos de Ayala (1705) e Sanz de Dios (1730).

Roberto Poletto

Resumo


Neste artigo buscamos demonstrar a manutenção de pressupostos hipocráticogalênicos e a crescente influência dos novos procedimentos terapêuticos, advindos da difusão de novos conhecimentos médicos e da introdução de novos medicamentos em dois Tratados de Medicina publicados na Espanha, no século XVIII. São eles, o Tratado Principios de Cirugia de Geronimo de Ayala, plenamente identificado com a escola hipocrático-galênica e o Tratado Medicina Practica de Guadalupe de Francisco Sanz de Dios, que adota uma postura mais crítica em relação aos saberes clássicos e às concepções da saúde e da doença defendidas pela teoria humoral.

Palavras-chave


Tratados Médicos. Continuidades. Avanços

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

 

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia